(+351) 276 41 80 30
geral@misericordiaboticas.pt

Feliz Natal

A Mesa Administrativa, deseja a todos um Santo Natal e que o Novo Ano seja repleto de muita saúde, solidariedade e esperança!

Escuteiros partilharam a Luz da Paz de Belém com os nossos idosos

Foi com muita fé, que o Agrupamento de Escuteiros de Boticas acompanhados do Sr. Padre Domingos Santos, partilharam hoje, a Luz da Paz de Belém, com os nossos utentes do Hotel Sénior Sta. Bárbara. Na cerimónia estiveram ainda presentes o Provedor Fernando Campos, e a Mesária Fátima Casas.

A partilha da Luz da Paz de Belém, aconteceu na passada sexta-feira dia 17, na Sé de Vila Real e foi presidida pelo Sr. Bispo da Diocese, D. António Augusto Azevedo.

A Luz da Paz de Belém foi distribuída aos Agrupamentos de Escuteiros da região, com o objetivo de a fazer chegar junto das suas comunidades num gesto de amor e de aproximação, criando, assim, uma “rede de paz”, lema escolhido este ano pelo Corpo Nacional de Escutas para celebrar esta missão.

“Que a Luz da Paz de Belém brilhe nos nossos corações e nos faça ter fé no futuro!”

Mais fotos disponíveis na página oficial de Facebook da Misericórdia de Boticas.

 

Plano de Ação e Orçamento para 2022 aprovado por unanimidade

O Plano de Ação e Orçamento para 2022, foi aprovado por unanimidade em Assembleia Geral, no passado dia 27 de novembro. O Provedor, Fernando Campos, apresentou aos Irmãos as atividades propostas para cada resposta social, bem como os principais investimentos previstos.

Agradeceu ao Município de Boticas, todo o apoio prestado à Instituição e reconheceu o empenho e profissionalismo dos colaboradores.

Bispo de Vila Real visita a Misericórdia

Sua Excelência Reverendíssima, Senhor D. António Augusto Azevedo, Bispo da Diocese de Vila Real, esteve hoje na nossa Instituição para uma breve reunião de trabalho com o Provedor Fernando Campos, e aproveitou para saudar o nosso Capelão Monsenhor Silvério Guimarães.

 

 

 

 

Assembleia-Geral Ordinária

Convocatória para a Assembleia-Geral, a realizar no próximo dia 27 de novembro, às 16 horas, no São Nobre da Misericórdia.

Utentes do CADAT visitam Feira dos Santos

Depois de mais de um ano e meio de confinamento, vamos podendo começar a regressar às nossas rotinas, respeitando sempre, as normas da DGS.

Como era hábito todos os anos nesta altura, fomos com os nossos utentes do Centro de Apoio a Deficientes do Alto Tâmega (CADAT) a Chaves, para lanchar as apetitosas farturas, típicas da Feira Anual dos Santos.

Este ano tiveram um sabor especial, pois foi a primeira saída, desde o início da pandemia.

 

Mais fotos disponíveis na página oficial de Facebook da Misericórdia de Boticas.

ERPI Santo Aleixo revive tradições

No passado dia 15 de outubro, numa perspetiva de recuperar memórias e tradições, decorreu, na Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI) Santo Aleixo a “Desfolhada”.

A atividade foi manifestamente apreciada pelos residentes e colaboradores, onde nenhum pormenor foi deixado ao acaso e em que as espigas de milho foram destaque.

As tradições lembram-nos que somos parte de uma história que define o nosso passado e reforça os nossos valores, proporcionando momentos inesquecíveis.

 

Mais fotos disponíveis na página oficial de Facebook da Misericórdia de Boticas.

FESTA DE FINALISTAS 2021

Foi de forma simples e singela que decorreu na passada sexta-feira dia 30 de julho, a Festa de Finalistas das crianças da Educação Pré-Escolar.
Mais um ano desafiante, vivido com intensidade e com a responsabilidade de fazer a diferença no dia a dia das nossas crianças e das suas famílias.
Aos nossos FINALISTAS desejamos o melhor do mundo!

DIA MUNDIAL DOS AVÓS

𝐇𝐨𝐣𝐞 𝐜𝐨𝐦𝐞𝐦𝐨𝐫𝐚-𝐬𝐞 𝐨 𝐃𝐢𝐚 𝐝𝐨𝐬 𝐀𝐯ó𝐬!

“Avós…
É amor que nunca envelhece
E sabedoria que nunca acaba!”
Não só hoje mas todos os dias devemos presentear todos os avós pelo apoio e dedicação à família.
Um grande obrigado! ❤️

UNIÃO DAS MISERICÓRDIAS PORTUGUESAS DISTINGUIDA POR PARLAMENTO EUROPEU

Prémio “Cidadão Europeu” reconhece o trabalho essencial desenvolvido pelas Santas Casas em prol do bem-estar da população, sobretudo mais vulnerável e no contexto da pandemia.

A União das Misericórdias Portuguesas (UMP) foi distinguida com o Prémio “Cidadão Europeu” atribuído pelo Parlamento Europeu a pessoas e instituições que se destaquem pelos feitos excecionais.

Distinguida na área da proteção dos Direitos Humanos consagrados na Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia, o Prémio “Cidadão Europeu” atribuído à UMP reconhece o trabalho desenvolvido pelas Misericórdias em todo o país e o apoio prestado à comunidade nas áreas de apoio social e cuidados de saúde, para assegurar respostas adequadas e abrangentes a toda a população, especialmente a mais vulnerável.

Em todo o país, as Misericórdias Portuguesas têm também desenvolvido inúmeras iniciativas de inovação social e contribuído para a valorização da cultura local e coesão territorial.

Para Manuel de Lemos, Presidente da UMP, “a distinção do Parlamento Europeu com o Prémio “Cidadão Europeu” reconhece o trabalho desenvolvido nas 387 Misericórdias que atualmente temos ativas e que apoiam diariamente cerca de 165 mil utentes através do trabalho incansável de mais de 45 mil colaboradores, que têm sido verdadeiros heróis, especialmente no contexto da pandemia em que vivemos há mais de um ano”.

A candidatura da UMP ao Prémio “Cidadão Europeu” resulta de uma proposta apresentada pelo eurodeputado do PSD José Manuel Fernandes, e acolhida pela Chancelaria para o Prémio do Cidadão Europeu, liderada pelo presidente do Parlamento Europeu. Na edição deste ano, a UMP foi a única entidade portuguesa distinguida.

José Manuel Fernandes realça que este prémio “é o reconhecimento europeu ao trabalho notável e insubstituível que as Misericórdias portuguesas fazem no apoio social, na ajuda aos mais vulneráveis, na saúde, na defesa de valores europeus como a dignidade humana, a inclusão e a igualdade”.

As Misericórdias Portuguesas apoiam mais de 160.000 pessoas em maternidades, creches, hospitais e através de suporte domiciliário.

“Os serviços prestados pela UMP são particularmente relevantes em locais rurais e remotos de Portugal, onde o respeito pelos direitos das pessoas idosas e das pessoas com deficiência, o acesso a cuidados de saúde e a assistência social, nem sempre são assegurados”, nota o eurodeputado do PSD e coordenador do PPE na comissão dos orçamentos, felicitando a UMP e aos seus colaboradores por serem agentes de um projeto que “incorpora a solidariedade de facto” e os valores consagrados no projeto europeu.

A entrega do Prémio do Cidadão Europeu está agendada para o dia 9 de novembro, numa cerimónia que reunirá também os vencedores das edições de 2020. O prémio tem um valor simbólico e assume a forma de uma insígnia honorífica ou, no caso de distinções de natureza coletiva, de uma medalha ou placa alusiva.

De Portugal já foram distinguidos com este prémio a Fundação Francisco Manuel dos Santos, a jornalista Teresa de Sousa, o Corpo Nacional de Escutas e a Plataforma de Apoio aos Refugiados.

A UMP, uma associação sem fins lucrativos, reúne 387 instituições que prestam diariamente serviços de saúde e cuidam de pessoas com deficiência, crianças e idosos. Ao longo de 500 anos teve um “contributo essencial para a promoção da dignidade humana em Portugal”.

O Prémio do Cidadão Europeu foi lançado pelo Parlamento Europeu em 2008 como forma de reconhecer o trabalho meritório de cidadãos ou grupos ou associações nos domínios da promoção de uma “maior integração dos cidadãos europeus, cooperação, reforço do espírito europeu e no âmbito dos valores consagrados na Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia”.